PARQUE AMPLIADO DO PAJEÚ:

UMA ABORDAGEM SITE-SPECIFIC
COM USO DE LOCATIVE MEDIA

O Riacho Pajeú é um recurso hídrico de fundamental importância histórica e ambiental para a cidade de Fortaleza mas que vem sendo, aos poucos, apagado do espaço físico e simbólico. Na pesquisa de mestrado em Artes “Parque ampliado do Pajeú: uma abordagem site-specific com uso de locative media” (Teixeira, 2017), orientada pelo Prof. Dr. Cesar Baio, exploramos as possibilidades das mídias locativas digitais (dispositivos móveis de comunicação associadas a tecnologias de localização) como ferramentas de hiperlinkagem entre espaço físico e ciberespaço no contexto específico do riacho Pajeú. 
 

Diante do apagamento desse elemento e das possibilidades atuais de ampliação do espaço pela adição de camadas informacionais digitais, colocamos as questões: como discutir o apagamento no contexto específico do riacho Pajeú utilizando as potencialidades de ampliação da realidade criadas pelas mídias locativas? Como somar as virtualidades desses dispositivos às virtualidades do espaço para construir um Parque ampliado do Pajeú? 


Objetivamos investigar as apropriações pelas Artes das chamadas práticas locative media para produzir um espaço desviante, ou seja, um espaço na contramão da agenda dominante, no contexto do riacho Pajeú. Buscamos também colaborar para a discussão sobre a produção social do espaço a partir deste contexto específico; tensionar visibilidade e apagamento; ampliar a discussão sobre uma arte de caminhar como forma de apropriação simbólica, escritura e leitura da cidade.

Rua J. da Penha
Estacionamento Progresso
Galeria da Castela
Rua São Paulo